.

-

"Quando o sol da cultura está baixo, também os anões lançam longas sombras"

- Wenn die Sonne der Kultur niedrig steht, werfen auch Zwerge lange Schatten

- Karl Kraus

*

__

Encontro Cultural


_

Cultura é tudo aquilo de que a gente se lembra após ter esquecido o que leu. Revela-se no modo de falar, se sentar, de comer, de ler um texto, de olhar o mundo. É uma atitude que se aperfeiçoa no contato com a arte. Cultura não é aquilo que entra pelos olhos, é o que modifica seu olhar.”

JOSÉ PAULO PAES (1926 – 1998)


OS DESTAQUES EM AMARELO SÃO OS EVENTOS DO DIA !!!!!

__ ♪ ___

_


__ ♪ ___

Literatura - Conjunto de conhecimentos relativos às obras ou aos autores literários.

_ ___

-

_

Vivemos uma ditadura Econômica

“As pessoas estão mais empenhadas em ter casa, emprego e uma posição social. Não se preocupam com ações que influenciem a vida dos outros. " Ovídio Jairo Rodrigues Mendes /USP. 2012

_

Quer fazer uma viagem no tempo? Em Goiás, cada detalhe tem histórias para contar. Histórias que valem ouro.

www.cidadeshistoricasgoias.com.br

_


ética

“ A ética não é uma questão de ação individual, mas de esquecimento ou sacrifício do próprio eu, de modo que o indivíduo possa trabalhar em benefício de uma comunidade mais ampla. “

Tetsuro Watsuji ( 1889 – 1960), filósofo japonês.

Aviso

OS DESTAQUES EM AMARELO SÃO OS EVENTOS DO DIA !!!!!

OS DESTAQUES EM AMARELO SÃO OS EVENTOS DO DIA !!!!!

OS DESTAQUES EM AMARELO SÃO OS EVENTOS DO DIA !!!!!

.

.

" Desenhar e fazer poesia é quase igual"

Dahmer, cartunista

.

Translate – Tradução

.



                 
        

.
.
Da janela do nono andar
.

Acharam que eram corvos,

um monte de urubus.

As lentes sacaram antes deles.

Urubus secando as asas da chuva

abriam-se no alto do Edifício Venâncio.

As pessoas e suas carniças

tiravam fotos procurando o ângulo

perfeito para sobreviver.
.

Carla Andrade




“Todo o nosso poder está na autoestima, amor-próprio e autoconhecimento. A partir do momento que temos isso, conseguimos nos autoliderar, e a vida fica nas nossas mãos.  As escolhas só ficam nas nossas mãos se temos consciência de quem somos. Com isso ficamos livres para construir a história que queremos viver", afirma Heloísa Capelas, diretora de desenvolvimento humano no Centro Hoffman.  ( TEXTO: "Em meio à pressão da rotina, executivos buscam conexão interior)  - VALOR 12.05







 

 

 

15   . . .  21.05

2017
.

♫ 
.
vivencie a literatura do DF, GO e AL
 viva a cultura!

.

                    ♫ 
.


 __ 



Destaques  Sublimes futuros



22 a 22.05  Colóquio em Letras e Linguística (Collin) do Instituto Federal de Alagoas
.
24.05 LANÇAMENTO de LIVRO: A REFORMA DA PREVIDÊNCIA DO GOVERNO TEMER E O  DESMONTE DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA NO BRASIL de LUIZ ALBERTO DOS SANTOS
LOCAL: CARPE DIEM 104 SUL
.
24 a 27.05 PUC/GO / IV Jornada da Cidadania
.

25 e 26.05 CESMAC/ AL/ Congresso Brasileiro de Psicologia
Centro De Convenções Teatro Gustavo Leite · Maceió
.
25.05  BsB/ LANÇAMENTO de LIVRO: A LITERATURA DE CORDEL, AS HISTÓRIAS E AS INVENCIONICES DO PROFESSOR IBIAPINA
AUTOR: JOSÉ DIAS IBIAPINA
.
25, 26 e 27.05  AL /  I Jornada Internacional sobre a formação de professores de Educação Infantil e o III Encontro da Rede de Educação Infantil da Ufal: diálogos entre teorias e práticas. - redeeiufal.com.br

01, 02, 08 e 09/06 BsB/ Curso de Literatura Clássica Com Ricardo Araújo -  Local: Sebinho

05 a 10.06 I Semana Nacional de Arquivos em Maceió/AL
.
10.06 FGV/ SP -  Ciências Sociais e História
Nova edição do Ateliê do Pensamento Social debate os ‘Intérpretes do Brasil’
.
10.06 BSB/  Lançamento de LIVRO: A ÚLTIMA GOTA. AUTORA: VANISE CANUTO
LOCAL: CARPE DIEM 104 SUL
.
10.06  Sarau da Tribo das Artes em casa de Miquéias Paz
.
28.07 a 08.10 8a. Bienal Internacional do Livro de ALAGOAS

.

_       
.


   Os jovens não são mal-educados intencionalmente, a nova geração é um patrimônio magnífico para a sociedade, tem energia. A má educação tem a ver com hábitos que os adultos que os criaram formaram neles. Eles têm certo descompromisso com a etiqueta. Faltou que a família deixasse claro a relação de subordinação entre pais e filhos e incutisse a ideia de responsabilidade. Não faz sentido criar filhos como se não existissem fronteiras entre o mundo adultos e jovens. “    Mario Sergio Cortella,  filósofo, professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, autor de Por que fazemos o que fazemos? (Ed. Planeta) – FOLHAPRESS 01.02.2017



.




segunda-feira ... 15
.

Até 26.06 Exposição O corpo e a casa no Centro Cultural Banco do Brasil (Sces, Tc. 2)  Exposição com obras de Erwin Wurm que discutem o corpo humano, a partir do físico, psicológico e espiritual. Entrada franca. Classificação indicativa livre.
.
15.05  Contação de histórias, com Nilvani Perpétua.
Contação de Histórias
15:00
Setor Infanti - LIVRARIA CULTURA - CASAPARK

15 a 17.05 UnB/FESTIVAL
Conversa científica
O Festival Pint of Science, idealizado para divulgar a ciência à população de forma descontraída, na mesa de bares, cafés e restaurantes. O evento é gratuito e os interessados pagarão somente aquilconsumirem nos locais em que acontecerão as conversas científicas. Mais de 20 cidades brasileiras participam do festival, incluindo Brasília. A programação oficial será disponibilizada no dia 27 de março na página do evento.
Mais informações: www.pintofscience.com.br
.
15 a 25/5  Exposição de pinturas no Memorial TJDFT 
.
15.05 RODA VIVA recebe Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal.
.


terça-feira ... 16

.
Até 09.06 (insc.)  SECULTAL lança edital para seleção exposições temporárias

16.05 BsB/ Lançamento do Livro: "Em Nome dos Pais", de Matheus Leitão, em Livraria Cultura IG

16 a 19.05 15ª Semana Nacional de Museus
.
16.05  UniCEUB/ BSB / Constitucionalismo Brasileiro e o Atlântico Negro
Com o propósito de debater as origens coloniais do constitucionalismo brasileiro e sua influência nos movimentos manifestados na América do Sul e na África ao longo da história, o UniCEUB convida o professor e membro do MARÉ - Núcleo de Estudos e Pesquisa em Cultura Jurídica e Atlântico Negro (UnB) Marcos Queiroz para ministrar palestra na terceira edição do Seminário Raça e Espaço Público, que ocorrerá no dia 16 de maio, no auditório Elza Moreira Lopes, localizado no bloco 3 do campus da Asa Norte.
.
16.05 BSB/ I Fórum Prêmio Engenho de Comunicação — caminhos do jornalismo, no auditório Benedito Coutinho, no Iesb da 609 Norte.
.
16.05 Livro/ O jornalista Matheus Leitão autografa hoje o livro Em nome dos pais, em que reconstitui a história dos seus pais, Marcelo Netto e Miriam Leitão, durante a ditadura militar no Brasil. A partir das 19h, na Livraria Cultura, do Iguatemi, no Lago Norte.
.




.

" Ser de esquerda é assumir uma posição filosófica perante à vida, onde a solidariedade prevalece sobre o egoísmo."  Mujica, ex-presidente do Uruguai.



♫______




" Os vídeos com os depoimentos prestados à Justiça na Lava-Jato são uma "pornografia moral", são essas confissões de prática de crime explícita para o Brasil inteiro e com a maior desfaçatez"  Aristides Junqueira sobre depoimentos da Lava-Jato: "Pornografia moral"  Ex-procurador-geral da República, em entrevista exclusiva ao Correio 14.05
.




quarta-feira ... 17

.


17 a 21.05 IV Feira Literária Capixaba (FLIC)
.
17.05 a 11.06 Exposição: A Falta Que Você Faz - Cruz Vermelha
.







quinta-feira ... 18



18 e 19.05  III Congresso Internacional CESMAC de DIREITO ( I ENCONTRO ALAGOANO DE CIÊNCIA CRIMINAL )
.
18 a 21.05 Dobrando a Carioca
Show de Moacyr Luz, Zé Renato, Guinga e Jards Macalé hoje, amanhã e sábado, às 20h; e domingo, às 19h, no Teatro da Caixa (Setor Bancário Sul). Ingressos: R$ 20e R$ 10 (meia). Classificação indicativa livre. Informações: 3206-9450.
.
.


.


♫______







sexta-feira ... 19
.
.

.
19.05 AL/ Lançamento do livro Gestão de Pessoas, a nova fase do recursos humanos  de Priscila Fireman na Livraria Leitura.
.
19.05, 09 h  2° Seminário Professor: transformador da sociedade no ParlaMundi da Legião da Boa Vontade em BzB   O encontro tem como objetivo discutir a saúde física, psíquica e emocional do docente, bem como seu papel na formação cultural, política, social e intelectual de crianças e jovens.
.
19.05 , 16 h AL/ Chá de Memória no Arquivo  Público de Alagoas
Palestrantes: Lutgarde Oliveira e Cavalcanti Barros – Tema: Personalidades Alagoanas da História do Brasil.
.












♫______






sábado ... 20
.
.
.



 





domingo ... 21
.
.

.

 


Leia mais: 
www.acontecendodfdoedu.blogspot.com.br
www.amanhadfdoedu.blogspot.com

.
.


    

Leia ACONTECE EM GOIÂNIAwww.encontroculturalgo.blogspot.com                  

  






     



... em  VOGA: 


.
.
Até 31.05 AL/ Prêmio de Jornalismo Científico JOSÉ MARQUES DE MELO
.
Até 26.05 (insc) SECULTAL/ Festival de Música Em Cantos de ALAGOAS.
.

Até  28.05 MUSEU NACIONAL apresenta Exposição Sobre linhas, membranas e fronteiras
.
Até 14.06 UnB/ CULTURA
Universidade sedia ciclo de conferências sobre literatura latino-americana
Serão nove oportunidades de bate-papos e debates comandados por especialistas que abordarão vida e obra de importantes autores da língua espanhola, francesa e portuguesa. As atividades são gratuitas.

Até 30.06 Câmara abre inscrições para Prêmio Brasil Mais Inclusão
O prêmio é destinado a empresas, entes federados (União, Estados e Municípios), entidades ou personalidades que tenham realizado ações em prol da inclusão de pessoas com deficiência.
.




 __  _  




  




Circulando em Brasília, em  
19, 20 e 21.05.17
.
    sexta, sábado e domingo
.
 _     Hoje   _    eu quero a rosa mais linda que houver  _   E a primeira estrela que vier  … (Dolores Duran)
.
.

Cine Brasil
(estreia)
Um casamento
(Brasil, 2016, documentário, 80min. Classificação indicativa livre). De Mônica Simões. Documentário mostra as lembranças de um casamento em 1950, na Bahia. Cine Brasília, às 15h30.
.
O rastro
(Brasil/EUA, 2016, suspense/terror, 110min. Não recomendado para menores de 14 anos). De J.C. Feyer. Com Rafael Cardoso, Leandra Leal, Natália Guedes. Um médico acaba entrando em uma história macabra quando, durante o plantão, uma criança desaparece do hospital onde ele trabalha. Cinemark Pier 4, às 13h30, 15h50, 18h10, 20h15 e 22h30. Kinoplex Boulevard 4, às 15h e 19h. Pátio Brasil Shopping 3, às 15h30, 17h30, 19h30 e 21h40. JK Shopping 6, às 15h, 17h40, 19h40 e 21h40. Kinoplex ParkShopping 11, às 14h20, 16h20, 18h20 e 20h20. Terraço Shopping 5, às 14h20 e 18h30. Cinemark Taguatinga Shopping 9, às 12h45, 15h, 17h15, 19h35 e 22h15. Espaço Itaú de Cinema CasaPark 7, às 14h, 16h, 18h, 19h50 e 21h40.
.
A família Dionti
(Brasil, 2015, comédia, 97min. Classificação indicativa livre). De Alan Minas. Com Murilo Quirino, Antonio Edson, Anna Luiza Marques Paes. O jovem Kelton vive no interior de Minas com o pai e o irmão, após a mãe desaparecer devido a uma paixão. Mas o jovem se apaixona pela colega de sala e tem medo que acabe como a mãe. Cine Brasília, às 17h.
.
Joaquim
(Brasil/Portugal, 2017, biografia, 97min. Não recomendado para menores de 16 anos). De Marcelo Gomes. Com Júlio Machado, Nuno Lopes, Rômulo Braga. Biografia mostra como Joaquim José da Silva Xavier, um dentista comum, se tornou Tiradentes, um herói nacional que liderou a Inconfidência Mineira. Há desencanto na riqueza que transborda das telas, no elegante cinema de Marcelo Gomes. ###. (RD). Cine Brasília, às 13h30.
.
Ninguém entra ninguém sai
(Brasil, 2016, comédia, 90min. Classificação indicativa livre) De Hsu Chien. Com Leticia Lima, Danielle Winits, Rafael Infante. Baseado na obra de Luis Fernando Veríssimo, um grupo de pessoas fica presa em um motel. Cinemark Iguatemi 4, às 13h20 e 16h.
.
AL/ Cine  Arte Pajuçara (18 a 21.05)
Estreias:
18 a 21.05 - O Filho de Joseph (16h45)
Vincent (Victor Ezenfis) é um jovem que vive com a sua mãe. Sem nunca ter conhecido seu pai, ele sai em busca de sua identidade. As investigações o levam a um cínico e maquiavélico publisher em Paris, que o fará tomar decisões drásticas.
.
18 a 21.05  Clash (18h50)
.
18, 19, 21 e 22.05 Una – Drama sobre assédio sexual -  (21h40)
Ray (Ben Mendelsohn) e Una (Rooney Mara) já tiveram um complicado relacionamento quando ela tinha apenas 12 anos. Quinze anos depois eles se reencontram. Ray é confrontado com o passado quando Una chega sem avisar em seu escritório buscando respostas sobre o abuso que sofreu. Ray fez uma nova vida para ele, mas os dois vão precisar revisitar sua relação e escavar um inabalável amor danificado.
.
20 e 23.05 Fátima (pré-estreia)
No início de Maio de 2016, um grupo de 11 mulheres – composto pelas actrizes Rita Blanco, Anabela Moreira, Cleia Almeida, Vera Barreto, Teresa Madruga, Ana Bustorff, Teresa Tavares, Alexandra Rosa, Íris Macedo, Sara Norte e Márcia Breia – parte de Vinhais, em Trás-os-Montes, em peregrinação a Fátima. Durante nove dias, e ao longo de quatrocentos quilómetros, fazem o seu caminho individual, superando as adversidades com estoicismo, coragem e fé.

Saia de Casa em Brasília
.
19 a 21.05  Boemia carioca
A Caixa Cultural será palco do lançamento do DVD Dobrando a carioca. O projeto que nasceu há 18 anos conta com Zé Renato, Moacyr Luz, Jards Macalé e Guinga. O espetáculo reúne músicas autorais e clássicos da música brasileira como A saudade mata a gente e Nega Dina. Os shows são de quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 19h, e os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). Doadores de 1kg de alimento também pagam meia e a apresentação é livre para todos os públicos.
.
19.05  Presente para as mamães
Bandas que marcaram época nos anos 1980 sobem ao palco do Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental; 3342-2232), nesta sexta-feira. Com mais de 30 anos de carreira, Roupa Nova e Rádio Táxi animarão o público ao som de sucessos que atravessaram gerações como: Dona, Whisky a go go, Eva e Coiasas de casal. O valor dos ingressos de meia-entrada variam entre R$ 70 e R$ 150 e, para quem preferir mais conforto, poderá adquirir uma mesa para quatro lugares por R$ 1.000. Com início às 21h, o evento não é recomendado para menores de 16 anos. Para as áreas open bar, a classificação sobe para 18 anos.

17.05   Comédia do improviso
O tema da vez no Jogo de Cena, nesta quarta-feira, às 20h, no Teatro da Caixa, são as artes de rua e os esportes radicais. No comando, a dupla de humoristas Welder Rodrigues e Ricardo Pipo. A música fica por conta da banda de jazz-rap Ataque Beliz e o grupo Street Jam Cia. de Dança animará o público com a coreografia exclusiva de Giovanni Carvalho. Além da música, o Jogo de Cena terá a projeção do curta-metragem A mão armada, com direção de Afonso Serpa, e a exposição de um painel do coletivo Risofloras. Os ingressos custam R$ 10, a meia-entrada, e não é recomendado para menores de 14 anos .

19.05  Marcelo Jeneci
Com a presença do duo brasiliense Apráticos, Marcelo Jeneci sobe aos palcos do MovA — Movimento Apráticos para apresentar show. Ele promete clássicos de sua carreira, como Felicidade e Para sonhar, além de trabalhos inéditos. O show solo ocorre na sexta-feira, às 20h, no Teatro dos Bancários (314 Sul). Marcelo, que já teve um álbum concorrendo ao Grammy e música em novelas, é figura forte no cenário da MPB brasileira.O repertório promete hits, prepare a voz. Os ingressos custam R$ 40 (meia-entrada), frente diagonal; ou R$ 30 (meia-entrada), setor lateral. Classificação indicativa 14 anos.


.












Saiba mais:
http://df.divirtasemais.com.br/ - CORREIO BRAZILIENSE
.
Eventos da área de Letras/Linguística:

         




            

 






                        www.acontecendodfdoedu.blogspot.com
.
                                www.amanhadfdoedu.com.br
 .




 .

    


 

.
Exposição de Arte

.



.

Até  19.05  EXPOSIÇÃO “Do lado de cá, do lado de lá”
Pinacoteca da Ufal apresenta mostra inédita da mineira Eugênia França
A exposição traz reflexão e crítica ao elitismo e seu consumismo exacerbado. É por meio de suas criações que Eugenia pretende demonstrar como o capitalismo é perverso ao excluir não apenas objetos considerados obsoletos, mas também seres humanos que não participam da lógica consumista.
.
Até 26.07 Exposição: Coleção Sociedade dos Cem Bibliófilos do Brasil em  Galeria de Arte da  Câmara dos Deputados
.











EM GOIÂNIA:


-_
.





“INOVAR É SONHAR”




___








.
Vivencie BSB & GYN
.
www.encontroculturaldf.blogspot.com
.
  








Está por vir  em Brasília …
♪ _   

___          _____




.


22 a 22.05  Colóquio em Letras e Linguística (Collin) do Instituto Federal de Alagoas
.
23 e 23.05 UniCEUB/ BSB/ Conferência Internacional de Ciências Forenses
.
24.05 LANÇAMENTO de LIVRO: A REFORMA DA PREVIDÊNCIA DO GOVERNO TEMER E O DESMONTE DA PREVIDÊNCIA PÚBLICA NO BRASIL
AUTOR: LUIZ ALBERTO DOS SANTOS
LOCAL: CARPE DIEM 104 SUL
.
24 a 25.05 PUC/GO/ Jornada da Cidadania em Centro de Convenções
.
24 a 31.05 Festival reúne literatura, debate e cerveja em Brasília
Movida literária reúne nomes representativos da cena do DF e convida autores de outras regiões para dialogar
 A ideia é mobilizar os autores de prosa, poesia e outras vertentes. Jéferson Assumção, um dos idealizadores do projeto, destaca que é preciso que a cidade mostre ao Brasil que sua capital é viva e criativa.
.
24 a 27.05 PUC/GO / IV Jornada da Cidadania
.
24 a 25.05 V Semana Acadêmica de Direito na Universidade Católica de Brasília
.


25 e 26.05 CESMAC/ AL/ Congresso Brasileiro de Psicologia
Centro De Convenções Teatro Gustavo Leite · Maceió
.
25.05  BsB/ LANÇAMENTO de LIVRO: A LITERATURA DE CORDEL, AS HISTÓRIAS E AS INVENCIONICES DO PROFESSOR IBIAPINA
AUTOR: JOSÉ DIAS IBIAPINA
.
25, 26 e 27.05  AL /  I Jornada Internacional sobre a formação de professores de Educação Infantil e o III Encontro da Rede de Educação Infantil da Ufal: diálogos entre teorias e práticas. - redeeiufal.com.br

30 e 31.05  AL/ Pajuçara Management & Você 2017  - Centro Cultural e Exposições de Maceió.
.
01 a 09.06 Livraria Sebinho apresenta Curso de Literatura Clássica Com Ricardo Araújo.  Curso: 4 módulos de 3h/aula (cada) / total de 12h/aula; Datas: 01, 02, 08 e 09/JUNHO
.
05 a 10.06 I Semana Nacional de Arquivos em Maceió/AL
.
06 a 08.11 HSM EXPO 2017 - SP
.
09.06 SHOW DO ANO
Toquinho e João Bosco em Maceió no Teatro Gustavo Leite. Wilma Araújo no show de abertura com o tema “Com Buarque, com afeto”.
.
10.06 BSB/  Lançamento de LIVRO: A ÚLTIMA GOTA. AUTORA: VANISE CANUTO
LOCAL: CARPE DIEM 104 SUL
.
10.06  Sarau da Tribo das Artes em casa de Miquéias Paz
.
10.06 FGV/ SP Ciências Sociais e História
Nova edição do Ateliê do Pensamento Social debate os ‘Intérpretes do Brasil’
Os palestrantes se debruçarão sobre autores referenciais do ensaísmo social e do moderno romance brasileiro, com especial atenção às ficções regionais de Érico Veríssimo, de Jorge Amado e de José Lins do Rego nas décadas de 1930 e 1940.
O Ateliê do Pensamento Social é uma iniciativa anual do Laboratório de Pensamento Social (LAPES) da Escola de Ciências Sociais da FGV (CPDOC) que reúne docentes, mestrandos e doutorandos das áreas de História e Ciências Sociais para debater sobre aspectos centrais do pensamento social do Brasil. A próxima edição do evento ocorrerá em setembro, na cidade de São Paulo, e os interessados em participar têm até 10 de junho para submeter seus trabalhos.
.
16.06 O Grande Encontro em Maceió | 16/06 no Ginásio do Sesi.  Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo unem seus talentos novamente em cena na turnê comemorativa dos 20 anos do show.
.
16 e 17.06 MARKETING SHOW 2017 – Acerte no alvo e aprenda tudo sobre redes sociais, vendas, inovação e muito mais com os mais com os maiores especialistas do mercado.
.
16 a 25.06 33ª Feira do Livro de Brasília acontece  no Pátio Brasil Shopping.

30.06 e 01.07 AL/ DATA SCIENCE BUSINESS WEEKEND, no HOTEL JATIÚCA

28.07 a 08.10 8a. Bienal Internacional do Livro de ALAGOAS
.
01 a 05.08 UCS/ III CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO REGIONAL PARA AMÉRICA LATINA E O CARIBE DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE MUSICOLOGIA - Santos
.
21.09 Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência

27 a 29.09 Centro de Estudos Celso Furtado apresenta XVI Congresso Internacional do FoMerco - Fórum Universitário Mercosul"
.
08 a 10.11 III Encontro Nacional de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional -  Curitiba.
.
2019  UFAL sedia em 2019 próximo Congresso da Associação Brasileira de Linguística



“ Seja ele ministro do STF, seja motorista do STF ou de qualquer repartição pública, tem que se imbuir de que ele está para prestar serviço, ele não está para deixar sua vaidade pessoal dominá-lo ou ditar suas condutas”.   Aristides Junqueira, ex-procurador-geral da República, em entrevista exclusiva ao Correio 14.05.2017





.
.
 
Envie eventos culturais promovidos em sua comunidade pelo e-mail  edusoares@uol.com.br


.


FACEBOOK:

facebook.com/cultura.literamar.eduardojorge.brasil
   


“A literatura é o laboratório do possível.”
Ricardo Piglia





Manchetes
(principais jornais do Brasil)
.
.
SEM CRISE
A arrecadação do Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), que recolhe direitos autorais de músicas no país, chegou a R$ 842 milhões em 2016, 9% mais do que no ano anterior, segundo o órgão. O dinheiro foi distribuído para mais de 200 artistas e associações de música. - Colunista Mônica Bérgamo - FOLHA SP 01.05

PALAVRA DA LEI
O advogado criminalista Alberto Zacharias Toron lançou o livro "Habeas Corpus e o Devido Processo Legal" na quinta (27). A ex-presidente Dilma Rousseff e o advogado Antônio Cláusio Mariz de Oliveira foram ao evento, no shopping Higienópolis. - Colunista Mônica Bérgamo - FOLHA SP 01.05
.
A Escola Internacional de São Paulo será inaugurada na terça (2) com palestra de Fernando Henrique Cardoso. A partir das 19h, em Higienópolis. - Colunista Mônica Bérgamo - FOLHA SP 01.05

O instituto de Moreira Salles que enxerga e financia a ciência como arte - FOLHA SP 30.04
.
 Prêmio internacional quer estimular literatura árabe e tradução de obras - FOLHA SP 30.04
.
UnB/ ENSINO
Indígenas reivindicam realização de vestibular específico
Grupo, que participava da III Semana Indígena dos Acadêmicos da UnB, foi recebido no Salão de Atos . “Estamos aqui para dialogar pela melhoria da formação dos alunos indígenas”, ressaltou a estudante de Antropologia Braulina Aurora Baniwa. - UnB. br 19.04.17
.
A escritora chilena Diamela Eltit
Escritora chilena Diamela Eltit virá à Flip e terá livros publicados no Brasil - FOLHA SP 08.04
.
13 ANOS DE DEDICAÇÃO
Em contos, Heloisa Seixas investiga a morte no livro 'Agora e na Hora' - FOLHA SP 16.04
.
Lançamento de livro de Brecht em SP terá leitura dramática  - FOLHA SP 16.04
.
 Livro de roteirista de Tarkóvski ganha tradução; leia trecho inédito - FOLHA SP 16.04
.

SEM FRONTEIRAS
O programa de bolsas da Fundação Estudar teve 84 mil inscritos neste ano, 40% mais do que em 2016, segundo a entidade. A organização, fundada pelo empresário Jorge Paulo Lemann, paga cursos de graduação e pós no exterior para jovens brasileiros. - COLUNA MÔNICA BÉRGAMO - FOLHA SP 07.04.17
.
MinC lança Atlas Econômico da Cultura Brasileira - CULTURA.gov.br 06.04

Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea
O Grupo de Estudos em Literatura Brasileira Contemporânea agora também está no YouTube! Confira o canal do Gelbc para acompanhar as notícias, entrevistas com escritoras/es e muito mais!
Inscreva-se em nosso canal: http://bit.ly/2nXTbk8

SAÚDE
Novo serviço vai ajudar pessoas com doenças raras a tirarem dúvidas
Serviço originário de Portugal chega ao Brasil para ajudar pessoas com doenças raras; por meio de telefonemas e e-mails, é possível fazer perguntas e a resposta chega em até uma semana  -  O número da Linha Rara é 0800 006 7868. O serviço funciona das 9h às 17h, no horário de Brasília. E também pelo e-mail linharara@rarissimas.org.br. - CORREIO BzB 10.04
.
REDES SOCIAIS »
Cultura brasileira revisitada
Projetos na internet valorizam as lendas do folclore nacional com nova roupagem
Projeto Folclore BR: Uma nova visão
Acompanhe em https://www.facebook.com/folcloreBR/
Projeto Imaginário
Acompanhe em https://www.youtube.com/channel/ UCfpPwckuFANaYhqs2SFgnpg/about
.
LITERATURA        
Com falas duras contra regimes autoritários e o neoliberalismo, escritora, adorada mundo afora,  chilena Diamela Eltit vem à Flip  - ESTADÃO 10.04



" Brasil é o 10º país mais desigual do mundo,"  diz ONU  - O GLOBO 21.03



 _____

.








.

  
.

Leia mais sobre Brasília www.acontecendodfdoedu.blogspot.com

www.amanhadfdoedu.blogspot.com

.



 .   
.

EM EVIDÊNCIA







.
Até  12.06 13ª Bienal de Sharjah
A Bienal de Sharjah, fundada em 1993, promoveu uma plataforma fundamental para artistas contemporâneos nos enclaves conservadores do Oriente Médio. A 13ª edição da Bienal é organizada por Christine Tohmé, diretora fundadora da Ashkal Alwan (Associação Libanesa de Artes Plásticas sem fins lucrativos) de Beirute. A exposição deve incluir obras de mais de 50 artistas internacionais, sob o tema “Tamawuj”, expressão em árabe que significa a ascensão e queda em ondas ou aparência ondulante.
.
Até JULHO/17 CCBB/DF IDEIAS
Literaturas Encontros com Autores da Nova Literatura Brasileira
O projeto Literaturas reúne até julho, sempre na penúltima segunda-feira de cada mês, alguns dos mais importantes nomes da novíssima literatura brasileira, que têm hoje entre 30 e 40 anos. O primeiro encontro é com o romancista João Paulo Cuenca, que ministra uma oficina literária e, em seguida, participa de bate-papo com Paulo Paniago e o ator Luiz Felipe Ferreira, que lerá trechos de suas obras. informações: textointermidia@textointermidia.com.br.
.

Até 24.07 Projeto Literaturas
No CCBB. Os encontros acontecem mensalmente no CCBB (SCES Tr. 2). A entrada é franca e, para as oficinas, a classificação indicativa é 16 anos.
.
Até 31.07.17 (insc) Prêmio Funpresp-Jud 2017.
Serão duas modalidades, uma para concurso de frases e outra para campanha de adesão.
Essa modalidade tem por objetivo estimular a participação e a reflexão da sociedade em relação à importância da previdência complementar, destacando sua importância para o servidor público.

Até  NOV/17 Roda de Leitura do Sebinho 2017
Objetiva o incentivo à leitura e uma familiarização maior com a literatura. A ideia é que olhares diversos sobre um mesmo texto tende a enriquecê-lo e a fazê-lo mais significativo para o leitor. Para fazer parte da roda de leitura basta que leia as obras indicadas e comparecer ás reuniões nos dias marcados. Os encontros acontecem sempre as 19h na Livraria Sebinho.
Ciclo William Shakespeare:  29/04/2017 – Otelo  - 27/05/2017 – Macbeth - 24/06/2017 – Rei Lear
Ciclo Literatura Alemã: 29/07/2017 – Os Sofrimentos do Jovem Werther de Johann Wolfgang von Goethe
26/08/2017 – Morte em Veneza de Thomas Mann
30/09/2017 – O Processo de Franz Kafka
28/10/2017 – O Jovem Törless de Robert Musil
25/11/2017 – Jakob von Gunten de Robert Walsen
.
Até DEZ/2017 SESC/AL lança o Arte da Palavra - Rede Sesc de Leitura, um projeto literário de âmbito nacional que será realizado em formato de circuitos, com representantes da diversidade literária brasileiro, que percorrerão 12 estados. - Programação: http://www.sescalagoas.com.br/dados/bancoDeMidia/arquivos/%7B6167893be99efc9a32b73b842fd9e6c2%7D_arte_da_palavra___programa__o_em_al.pdf
.

.




     



Inovar é quebrar a rotina






FACEBOOK:

facebook.com/cultura.literamar.eduardojorge.brasil
   





Manchetes
(principais jornais do Brasil)
.

Justiça anula concurso para Procurador da República por não ter cotas para negros - ESTADÃO 29.03
.

15 livros que irão mudar a sua vida.
https://www.linkedin.com/pulse/15-livros-para-mudar-sua-vida-matheus-de-souza
.

UFG desenvolve olho eletrônico para pessoas cegas
Aplicativo objetiva descrever situações em tempo real para que deficientes visuais possam se localizar com facilidade
Texto: Vinícius Paiva
Com a finalidade de facilitar o cotidiano e gerar autonomia de locomoção e localização para deficientes visuais, a Universidade Federal de Goiás (UFG) desenvolveu o Deep Vison – Olho Eletrônicdescreve ambientes para pessoas cegas. O aplicativo funciona a partir dos comandos de voz “veja” ou “tem aqui?”, que acionam a câmera do dispositivo, fotografando uma situação e, em seguida, detalha especificadamente por meio de um áudio o ambiente em que o usuário se encontra. - UFG 27.01.16



Lima Barreto, HOMENAGEADO da FLIP 2017
 Negro, pobre, marginalizado, alcoólatra, interno de hospícios – e um gênio. Um dos mais importantes escritores da história do Brasil, o carioca Afonso Henriques de Lima Barreto, ou simplesmente Lima Barreto, autor de Triste Fim de Policarpo Quaresma e O Homem que Sabia Javanês, entre muitos outros, será o próximo homenageado da Flip, a Festa Literária de Paraty, no anvem.
.




 _____

.




.

  
.

Leia mais sobre Brasília www.acontecendodfdoedu.blogspot.com

www.amanhadfdoedu.blogspot.com

.





 .   
.

.
" A corrupção tem origem na cobiça e no interesse próprio. Além disso, boa parte dela se deve ao impulso de favorecer amigos e familiares. Esse tipo de tendência tem sua raiz, ao menos em parte, na empatia. " - diz psicólogo canadense Paul Bloom, autor de livro recente em que ataca a noção de empatia, diz que a identificação com sentimentos e aflições de terceiros não deve nos servir de bússola moral. Sentir a dor do outro, segundo ele, embaralha nosso julgamento, conduzindo a respostas irracionais. - "Against Empathy: The Case for Rational Compassion" (Ecco)  -   em entrevista a FOLHA SP 26.03 (ilustríssima)
.




     



Inovar é quebrar a rotina






Nenhum comentário:

Pinc ...

LER POESIA É MAIS ÚTIL PARA O CÉREBRO QUE LIVROS DE AUTOAJUDA, DIZEM CIENTISTAS

Ler autores clássicos, como Shakespeare, William Wordsworth e T.S. Eliot, estimula a mente e a poesia pode ser mais eficaz em tratamentos do que os livros de autoajuda, segundo um estudo da Universidade de Liverpool . Fonte: FSP Ilustrada (15.01.2013)

t

Profissionais que consomem cultura trabalham melhor
O profissional não precisa ter vergonha de suas preferências, seja porque elas não são as mais sofisticadas, como frequentar uma exposição ou ir a um cinema alternativo, seja porque não são o que está na moda. Uma hora ou outra, ele pode usar um conhecimento que nunca imaginou que pudesse ser necessário. “Quando falamos em cultura, abrangemos várias coisas. Toda hora, você demonstra cultura, então, o que é chamado cultura inútil também é bem-vindo”.

ASSÉDIO MORAL

___♫

ASSÉDIO MORAL

Uma Jornada de trabalho perigosa

Aumenta a cada dia o número de denúncias de trabalhadores colocados em situação degradante e humilhante nos locais de trabalho.

60% dos casos ocorrem em grandes empresas privadas, de caráter nacional e internacional.

80% dos assediados sofrem de dores generalizadas, 45% apresentam aumento de pressão arterial, mais de 60% queixam-se de palpitações e tremores e 40% sofrem redução da libido ( desejo sexual).

Maneiras de praticar: gestualmente, verbalmente, veladamente, explicitamente, e por meio de fofocas e situações humilhantes e vexatórias.

Isso devasta a vida do sujeito, porque atinge aquilo que ele tem de mais caro, sua dignidade humana.

No Brasil, as “punições e premiações” estão entre as formas mais comuns de violência organizacional, Margarida Barreto, médica e especialista em assédio moral.

www.carosamigos.com.br (FEV/2012)

___♫

País pobre, país rico



Há dez anos...

Mensagem para reflexão Conhecimento
"Ilustríssimos Colegas da Mesa, Senhor Presidente, meus queridos Alunos, Senhoras e Senhores.
Para mim é um privilégio ter sido escolhido paraninfo desta turma. Esta é como se fora a última aula do curso. O último encontro que já deixa saudades. Um momento festivo, mas também de reflexão.
Se eu fosse escolhido paraninfo de uma turma de Direito, talvez falasse da importância do advogado que defende a justiça e não apenas o réu. Se eu fosse escolhido paraninfo de uma turma de Medicina, talvez falasse da importância do médico que coloca o amor ao próximo acima dos seus lucros profissionais. Mas, como sou paraninfo de uma turma de engenheiros, vou falar da importância do engenheiro para o desenvolvimento do Brasil.
Para começar, vamos falar de bananas e do doce de banana, que eu vou chamar de bananada especial, inventada (ou projetada) pela nossa vovozinha lá em casa, depois que várias receitas prontas não deram certo.
É isso mesmo. Para entendermos a importância do engenheiro vamos falar de bananas, bananadas e vovó.
A banana é um recurso natural que não sofreu nenhuma transformação. A bananada é = banana + outros ingredientes + a energia térmica fornecida pelo fogão + o trabalho da vovó e + o conhecimento ou tecnologia da vovó.
A bananada é um produto pronto, que eu vou chamar de riqueza. E a vovó? Bem, a vovó é a dona do conhecimento, uma espécie de engenheira da culinária.
Agora, vamos supor que a banana e a bananada sejam vendidas. Um quilo de banana custa um real. Já um quilo da bananada custa cinco reais. Por que essa diferença de preços? Porque quando nós colhemos um cacho de bananas na bananeira, criamos apenas um emprego: o do colhedor de bananas. Agora, quando a vovó, ou a indústria, faz a bananada, ela cria empregos na indústria do açúcar, da cana-de-açúcar, do gás de cozinha, na indústria de fogões, de panelas, de colheres e até na de embalagens, porque tudo isto é necessário para se fabricar a bananada. Resumindo, 1kg de bananada é mais caro do que 1kg de banana porque a bananada é igual a banana mais tecnologia agregada, e a sua fabricação criou mais empregos do que simplesmente colher o cacho de bananas da bananeira.
Agora vamos falar de outro exemplo que acontece no dia-a-dia no comércio mundial de mercadorias. Em média: 1kg de soja custa US$ 0,10 (dez centavos de dólar), 1kg de automóvel custa US$ 10, isto é, 100 vezes mais, 1kg de aparelho eletrônico custa US$ 100, 1kg de avião custa US$ 1.000 (10 mil quilos de soja) e 1kg de satélite custa US$ 50.000.
Vejam, quanto mais tecnologia agregada tem um produto maior é o seu preço, mais empregos foram gerados na sua fabricação.
Os países ricos sabem disso muito bem. Eles investem na pesquisa científica e tecnológica. Por exemplo: eles nos vendem uma placa de computador que pesa 100g por US$ 250. Para pagar esta plaquinha eletrônica, o Brasil precisa exportar 20 toneladas de minério de ferro. A fabricação de placas de computador criou milhares de bons empregos lá no estrangeiro, enquanto que a extração do minério de ferro cria pouquíssimos e péssimos empregos aqui no Brasil.
O Japão é pobre em recursos naturais, mas é um país rico. O Brasil é rico em energia e recursos naturais, mas é um país pobre. Os países ricos são ricos materialmente porque eles produzem riquezas. Riqueza vem de rico.
Pobreza vem de pobre. País pobre é aquele que não consegue produzir riquezas para o seu povo. Se conseguisse, não seria pobre seria país rico.
Gostaria de deixar bem claro três coisas:
1) Quando me refiro à palavra riqueza, não estou me referindo a jóias nem a supérfluos. Estou me referindo àqueles bens necessários para que o ser humano viva com um mínimo de dignidade e conforto;
2) não estou defendendo o consumismo materialista como uma forma de vida, muito pelo contrário; e
3) acho abominável aqueles que colocam os valores das riquezas materiais acima dos valores da riqueza interior do ser humano.
Existem nações que são ricas, mas que agem de forma extremamente pobre e desumana em relação a outros povos.
Creio que agora posso falar do ponto principal. Para que o nosso Brasil torne-se um país rico, com o seu povo vivendo com dignidade, temos que produzir mais riquezas. Para tal, precisamos de conhecimento, ou tecnologia, já que temos abundância de recursos naturais e energia. E quem desenvolve tecnologias são os cientistas e os engenheiros, como estes jovens que estão se formando hoje.
Infelizmente, o Brasil é muito dependente da tecnologia externa. Quando fabricamos bens com alta tecnologia, fazemos apenas a parte final da produção. Por exemplo: o Brasil produz 5 milhões de televisores por ano e nenhum brasileiro projeta televisor. O miolo da TV, do telefone celular e de todos os aparelhos eletrônicos, é todo importado. Somos meros montadores de kits eletrônicos.
Casos semelhantes também acontecem na indústria mecânica, de remédios e, incrível, até na de alimentos. O Brasil entra com a mão-de-obra barata e os recursos naturais. Os projetos, a tecnologia, o chamado pulo do gato, ficam no estrangeiro, com os verdadeiros donos do negócio. Resta ao Brasil lidar com as chamadas "caixas pretas".
É importante compreendermos que os donos dos projetos tecnológicos são os donos das decisões econômicas, são os donos do "dinheiro", são os donos das riquezas do mundo. Assim como as águas dos rios correm para o mar, as riquezas do mundo correm em direção aos países detentores das tecnologias avançadas.
A dependência científica e tecnológica acarretou para nós, brasileiros, a dependência econômica, política e cultural. Não podemos admitir a continuação da situação esdrúxula, onde 70% do PIB brasileiro são controlados por não-residentes. Ninguém pode progredir entregando o seu talão de cheques e a chave de sua casa para o vizinho fazer o que bem entender.
Eu tenho a convicção de que o desenvolvimento científico e tecnológico aqui no Brasil garantirá aos brasileiros a soberania das decisões econômicas, políticas e culturais. Garantirá trocas mais justas no comércio exterior.
Garantirá a criação de mais e melhores empregos. E, se toda produção de riquezas for bem distribuída, teremos a erradicação dos graves problemas sociais.
O curso de engenharia da UERJ, com todas as suas possíveis deficiências, visa a formar engenheiros capazes de desenvolver tecnologias. É o chamado engenheiro de concepção, ou engenheiro de projetos. Infelizmente, o mercado desnacionalizado nem sempre aproveita todo este potencial científico dos nossos engenheiros.
Nós, professores, não podemos nos curvar às deformações do mercado. Temos que continuar formando engenheiros com conhecimentos iguais aos dos melhores do mundo. Eu posso garantir a todos os presentes, principalmente aos pais, que qualquer um destes formandos é tão ou mais inteligente do que qualquer engenheiro americano, japonês ou alemão. Os meus trinta anos de magistério, lecionando desde o antigo ginásio até a universidade, me dão autoridade para afirmar que o brasileiro não é inferior a ninguém, pelo contrário, dizem até que somos muito mais criativos do que os habitantes do chamado primeiro mundo.
O que me revolta, como professor e cidadão, é ver que as decisões políticas tomadas por pessoas despreparadas ou corruptas são responsáveis pela queima e destruição de inteligências brasileiras que poderiam, com o conhecimento apropriado, transformar o nosso Brasil num país florescente, próspero e socialmente justo.
Acredito que o mundo ideal seja aquele totalmente globalizado, mas uma globalização que inclua a democratização das decisões e a distribuição justa do trabalho e das riquezas. Infelizmente, isto ainda está longe de acontecer, até por limitações físicas da própria natureza. Assim, quem pensa que a solução para os nossos problemas virá lá de fora, está muito enganado.
O dia em que um presidente da república e todo o governo resolverem liderar um autêntico projeto de desenvolvimento nacional, certamente o Brasil vai precisar, em todas as áreas, de pessoas bem preparadas. Só assim seremos capazes de caminhar com autonomia e tomar decisões que beneficiem verdadeiramente a sociedade brasileira.
Será a construção de um Brasil realmente moderno, mais justo, inserido de forma soberana na economia mundial e não como um reles fornecedor de recursos naturais e mão-de-obra aviltada.
Quando isto ocorrer, e eu espero que seja em breve, o nosso país poderá aproveitar de forma muito mais eficaz a inteligência e o preparo intelectual dos brasileiros e, em particular, de todos vocês, meus queridos alunos, porque vocês já foram testados e aprovados.
Finalmente, gostaria de parabenizar a todos os pais pela contribuição positiva que deram a nossa sociedade, possibilitando a formação dos seus filhos no curso de engenharia da UERJ.
A alegria dos senhores também é a nossa alegria.
Muito Obrigado."
WEBER FIGUEIREDO - UERJ - 13/08/2002

tvc

VANTAGENS CULTURAIS

não são aproveitáveis

É uma pena, mas o foco excessivo no curto prazo nos faz perder muito da vantagem que os grandes ativos intangíveis de nossa cultura nacional nos dão, tais como a capacidade de aprender e criar. Neutraliza os fatores positivos de nossa cultura e o capital intelectual de nossas organizações.

Temos muito mais a oferecer ao mundo. A cultura nacional brasileira é inclusiva, não temos os problemas com diversidade étnica e cultural que a maior parte do mundo tem. Não temos uma relação belicosa entre os gêneros e convivemos com alegria com pessoas de outras culturas. Temos também muita liberdade criativa e uma relação especial com a beleza e as artes. Essas são vantagens maiores do que podem parecer

Mas temos a desvantagem de concentrar poder excessivamente e não abrir espaços adequados para a participação efetiva das pessoas, ter o foco muito restrito na hora de trabalhar e ignorar alternativas por pressa de chegar a resultados.

Os japoneses, os norte-americanos e os alemães tiveram sucesso criando modelos de gestão adequados a suas necessidades e a sua cultura. Nós ainda não paramos para fazer isso. Os chineses estão caminhando na direção de criar uma maneira chinesa de aumentar o valor de seus produtos e serviços. Os indianos investem fortemente em educação de altíssima qualidade para grande número de pessoas.

E nós continuamos copiando soluções que deram certo em outras empresas no exterior e simplificando problemas que merecem um tratamento mais adequado. Em termos de cultura e instituições, temos algumas vantagens em relação à China e à Índia, mas precisamos aprender a cooperar como eles cooperam-se quisrmos dar passos maiores.

Carmen Migueles, doutora em sociologia em sociologia das organizações, mestre em antropologia pela Universidade de Sophia ( Tóquio, Japão) e hostoriadora pela Pontifícia Universidade Católica gaúcha.

-

Artigo sobre o BBB* – Luís Fernando Veríssimo


Um texto velho de Luis Veríssimo sobre um tema recorrente: o poder da mídia global.

-


Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço. [...] Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.
[...] Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo. Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.
Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis? São esses nossos exemplos de heróis?
Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores) , carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor e quase sempre são mal remunerados.
Heróis são milhares de brasileiros que sequer tem um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir, e conseguem sobreviver a isso todo santo dia.
Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.
Heróis são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, ONGs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados (vamos lembrar de nossa eterna heroína Zilda Arns).
Heróis são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo.
O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral. São apenas pessoas que se prestam a comer, beber, tomar sol, fofocar, dormir e agir estupidamente para que, ao final do programa, o “escolhido” receba um milhão e meio de reais. E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!
Veja o que está por de tra$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.
Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social, moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros? (Poderia ser feito mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores). Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.
Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir. Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construído nossa sociedade.

Obs.: BBB* - Big Brother Brasil

( Luís Fernando Veríssimo )